enpt-pt info@birdwatchinalentejo.com

Aves que invernam no Alqueva

Alqueva é a aldeia que deu o nome à grande barragem construída no rio Guadiana. Desde que as comportas se fecharam em 2002, a diversidade de aves que habita a área mudou muito, com as aves aquáticas a serem mais comuns nos últimos 14 anos.

O Grou é uma das espécies mais carismáticas que inverna no Alentejo. Cada ano, milhares de aves migram para a Península Ibérica vindas do norte da Europa para povoar os Montados e é possível observá-los a alimentarem-se nas margens da barragem de Alqueva.

Grous nas margens da albufeira

Desde a construção da barragem, várias colónias de corvos-marinhos-de-faces-brancas estabeleceram-se na região e a espécie é fácil de ver ao longo do ano. O Ganso-de-Egipto, é uma espécie oriunda de África que está em rápida expansão na Europa (consulte o mapa no eBird), pode ser encontrado em grandes bandos em certas áreas, mas geralmente encontram-se em pequenos grupos ao longo do lago inteiro.

Gansos-do-Egipto reproduzem-se na albufeira

Límicolas como o pernilongo,  o maçarico-das-rochas, o Maçarico-bique-bique, ou o pilrito-comum e pilrito-pequeno podem ser encontrados em habitat adequado em torno das margens do lago. A gaivota-de-asas-escuras e guincho-comum podem ser observados ao longo do ano, com concentrações mais altas durante o período de inverno, enquanto o garajau-grande pode ser observada ocasionalmente.

Gaivotas em repouso na albufeira

A observação de aves na barragem de Alqueva pode ser muito gratificante durante os meses de Inverno, e a partir de meados de Dezembro a Birdwatch in Alentejo irá disponibilizar passeios na área – fique atento.

Leave a Reply